Make your own free website on Tripod.com

 
 

Categorias de software livre e nom livre

[image of a Philosophical Gnu] nom se incluem gifs devido a problemas de patente

Eis um glossário das varias categorias de software mencionadas a cotio nas discussons sobre software livre.  Nel explica-se que categorias se superponhem ou som parte doutras categorias.

``Software livre'' | ``Fonte aberta'' | ``Software de domínio publico'' | ``Software copyleft'' | ``Software livre sem licença copylefted '' | ``Software ao abeiro da GPL'' | ``O sistema GNU '' | ``Software do GNU '' | ``Software Semi-livre'' | ``Software proprietário'' | ``Shareware'' | ``Freeware'' | ``Software comercial'' | ''Outros textos recomendáveis ''

Veja-se tamém Palavras e frases confusas que paga a pena evitarmos

Software livre
O software livre é-o se vem com permisso para que qualquer persoa o use, o copie e o distribua, com ou sem modificaçons, bem gratuitamente bem cobrando. Isto significa que o código fonte deve ser acessível ; "Se nom hai fonte , nom hai software."

Moitas línguas, entre elas o galego, tenhem duas palavras diferentes para livre e gratuito. O inglês tem umha palavra "grátis" que se refere inequivocamente  ao preço, mas nom tem um adjectivo referido inequivocamente à liberdade, de jeito que o termo "free" emprega-se tanto para referir-se ao preço como à liberdade.  Esta ambigüidade  arrasta-se a outras línguas, dada a predomináncia do inglês nos assuntos informáticos, devido a más traduçons nom sendo infreqüente o emprego de software livre como sinónimo de software gratuito, ou mesmo reduzir o software livre a mero software gratuito.

Um programa livre pode ser potencialmente incluído num sistema operativo livre como o de sistema GNU ou  o sistema GNU/Linux  .

Hai muitos jeitos de fazer que um programa seja livre, muitos detalhes podem se resolver de diferentes formas, mas nom por isso o resultado deixa de ser livre. Mais abaixo descrevem-se algumhas das possíveis variaçons.

O software livre é umha questom de liberdade nom de preço.  Mas às vezes as companhias de software proprietário empregam a expressom "software livre" para se referir ao preço.  Às vezes isto significa que oferecem um programa, em binário, gratuitamente, outras que a copia vai incluída no computador à hora de o comprar. Isto nom tem nada a ver co que se entende por software livre no projecto GNU.

Devido a esta potencial confusom, quando umha companhia anuncia que o seu produto é software livre, cumpre comprovar as condiçons reais da distribuiçom para ver se os usuários tenhem realmente todas as liberdades que o software libre implica. Às vezes é verdadeiro software livre, outras nom.
 
A cotio o software livre é  mais fiável   que o nom livre.
 
 

Software com fonte aberta
Algumha gente emprega a expressom  software com ''fonte aberta''  com um significado semelhante a software livre.  Na ligaçom seguinte explicam-se as razons polas que no projecto GNU  prefere-se a expressom ``software livre'' .

 
Software de domínio público
O software de domínio público nom tem copyright, sendo um caso especial do Software livre sem licença copyleft, isto significa que algumhas copias o versons modificadas podem nom ser livres em absoluto.

Algunha gente emprega a expressom "domínio público" num estilo nom muito exacto co significado de   ``freeware'' ou `` de uso gratuito.'' Porém , ``domínio público'' e um conceito legal e o seu significado preciso é  ``sem  copyright''. Cumpre portanto reservar  a dita expressom para esse significado, usando outros termos ou expressons para outros conceitos.
 

Software com licença copyleft
O software com licença copyleft é software livre cujas condiçons de distribuiçom nom permitem aos redistribuidores engadir restriçons adicionais ao software mesmo modificado. Isto significa que cada copia do software, mesmo se for modificado, deve ser software livre.

O projecto GNU  licencia como copyleft case todo o software escrito por eles, pois o seu  objectivo é darem-lhe a cada usuário as liberdades que a expressom "software livre" implica. Na página Copyleft explica-se mais amplamente como funciona a licença copyleft e porque emprega-la.

Copyleft é um conceito geral, e para implementa-lo cumpre empregar um conjunto de condiçons de distribuiçom específico. Havendo varias  possíveis  maneiras de escrever as ditas condiçons de distribuiçom.
 

Software livre sem licença copyleft
O software livre sem licença copyleft vem  com permisso do autor para modifica-lo e redistribui-lo, e tamém para lhe engadir restriçons adicionais.

Se um programa é livre mas nom tem licença copyleft, entom algumhas copias o versons modificadas podem nom ser livres em absoluto. Umha empresa de software pode compilar o programa, com ou sem modificaçons, e distribuir o ficheiro executável coma um produto  proprietário .

Um exemplo disto é o  Sistema X Window  ; O  X Consortium distribui X11 com condiçons de distribuiçom  que fam de el software livre sem licença copyleft. Quem o desejar pode obter umha copia livre coas ditas condiçons, mais tamém hai versons nom livres, de feito hai workstations e tarjetas gráficas de PC para as cais só hai versons nom livres. Para quem estea a usar um computador nalgum desses casos o X11 nom é software livre.
 

Software ao abeiro da GPL
A GLP (Licença Pública Geral) de GNU é um conjunto específico de condiçons de distribuiçom para licenciar um programa coa licença copyleft.  O projecto GNU emprega-a  na maioria do software que produz.

 
O sistema GNU
O sistema GNU é um sistema operativo tipo-Unix completamente livre.

Um sistema operativo tipo-Unix consta de muitos programas. O projecto GNU leva acumulando componentes para este sistema desde 1984,  e em 1996 saiu a luz a primeira versom dum "sistema GNU completo" ,  esperando-se que em pouco tempo o sistema estea avondo maduro para recomendarem o seu uso a usuários normais.

O sistema GNU inclui todo o software de GNU , e tamém outros paquetes tais como o sistema  X Window e o TeX  que nom som de GNU.

Já que o propósito de GNU é ser livre, cada simples componente do sistema GNU tem que ser software livre. Agora bem, nom todos tenhem por que ter licença copyleft, e qualquer programa livre que ajude a atingir algumha meta técnica pode ser incluído no dito sistema.  Assi por exemplo o GNU bota mao de software livre  sem licença copyleft como o sistema X Window.
 

Software GNU
O software GNU é aquel realizado sob os auspícios do  Projecto GNU.  A maioria del tem licença copyleft,  mas nom todo; porém todo o software de  GNU software deve ser  software livre.

Parte do software de GNU está escrito pola equipa da  gente da  Fundaçom para o Software Livre, mas a maioria del  é obra de voluntários. Algum deste software é licenciado pola Fundaçom para o Software Livre, entanto noutros casos som os autores quem o licenciam.
 

Software semi-livre
O software semi-livre nom é livre, mas vem com permisso para que indivíduos o podam usar, distribuir e modificar (incluindo distribuiçom de versons modificadas) sem ánimo de lucro. Um exemplo conhecido de programa semi-livre é o PGP.

Desde o ponto de vista do GNU o software semi-livre é muito melhor  que o  software proprietário, mas ainda tem problemas, nom sendo factível usa-lo num sistema operativo livre.

As restriçons que inclui a licença copyleft estám desenhadas para proteger as liberdades essenciais para todos os usuários.  Para o GNU a única justificaçom para umha restriçom substantiva no uso dum programa é co fim de previr que alguém poda engadir outras restriçons, considerando que os programas semi-livres tenhem restriçons adicionais puramente egoístas.

Resulta impossível incluir software semi-livre em um sistema operativo livre, já que as condiçons de distribuiçom do sistema operativo como um todo som a conjunçom das condiçons de distribuiçom de todos os programas que inclui. Engadir um programa semi-livre ao sistema converteria ao dito sistema em semi-livre. E o GNU nom deseja que isso ocorra polas seguintes razons:

A Fundaçom para o Software Livre nom tem ánimo de lucro, e portanto poderia legalmente empregar internamente programas semi-livres, mas nom o fazemos, já que consideramos que isso socavaria os nossos esforços com vistas a obter programas equivalentes para incluir no GNU.  Se existe um trabalho que demande umha determinada peça de software,  até  nom se elaborar um programa livre que cubra tais necessidades o sistema GNU tem um oco, e portanto alentará projectos para cobrir o dito oco. Porém se no projecto GNU empregáramos software semi-livre para cobrir o dito oco, teríamos menos interesse em escrever um programa livre alternativo, assi que nom o fazemos.
 
Software proprietário
O software proprietário é aquel que nom é  nem livre nem semi-livre. O seu uso, modificaçom ou redistribuiçom está proibida, ou requer solicitar permisso, ou esta restringido de tal jeito que é praticamente impossível faze-lo livremente.

A Fundaçom para o Software Livre segue a regra de nom instalarmos nengum programa proprietário nos nossos computadores, agás temporariamente para o propósito específico de escrever umha alternativa livre ao dito programa. Fora disso, coidamos que nom hai escusa possível para instalar um programa proprietário.

Por exemplo, consideramos justificado instalar Unix no nosso computador nos 80, devido a que o estávamos empregando para escrever umha alternativa livre ao dito Unix. Hoje em dia, dado que já é possível obter sistemas operativos livres, a escusa já nom é aplicável, de jeito que eliminamos dos nossos computadores os sistemas operativos nom livres,  e em cada novo computador que instalamos deve correr um sistema operativo completamente livre.

Tampouco insistimos em que os usuários de GNU, ou os colaboradores de GNU, tenham que seguir tal regra. É umha regra para uso interno. Ainda que esperamos que você decida segui-la tamém
 

Freeware
O termo ``freeware'' nom tem umha definiçom claramente aceitada, sendo usada comummente para os pacotes que permitem redistribuiçom mas nom modificaçom (e que o seu código fonte nom é acessível). Estes pacotes nom som software livre, polo que cumpre evitarmos empregar "freeware'' como sinónimo de software livre.

 
Shareware
A licença shareware permite provar o programa, um número determinado de vezes ou de dias, e  redistribuir copias, mas se alguém quer continuar a usar a copia deve pagar polo software.

O shareware nom é software livre, nem semi-livre, por duas razons:

 
Software comercial
O comercial é software elaborado por umha companhia pensando em cobrar polo seu uso. "Comercial" e "proprietário" nom a mesma cousa. A maioria do software comercial é proprietário , mas hai software livre comercial , e software nom comercial que nom é livre.

Por exemplo, Ada de GNU distribui-se sempre ao abeiro da GPL de GNU, e cada copia é software livre; mas os seus desenvolvedores vendem contractos de suporte. Quando os seus vendedores falam com possíveis clientes, as vezes estes dim: "Sentiríamo-nos mais seguros com um compilador comercial". Entom os vendedores respondem: "Ada de GNU é um compilador comercial,  ainda que seja  software livre".

Para  o projecto GNU o importante é que Ada de GNU é software livre; o feito de ser ou nom comercial nom é um ponto crucial. Porém, o desenvolvimento adicional do Ada de GNU procedente da empresa que o suporta é claramente beneficioso.


Outros textos recomendáveis:

O primeiro grupo de artigos tratam directamente sobre filosofia do projecto GNU  e o software livre: Esta segundo grupo de artigos tratam temas relacionados, mas nom directamente, com o projecto GNU:
(Nota do T., estes artigos nom estám traduzidos).
Voltar à  página de entrada.

FSF & GNU inquiries & questions to gnu@gnu.org. Other ways to contact the FSF.

Comments on these web pages to webmasters@www.gnu.org, send other questions to gnu@gnu.org.

Copyright (C) 1996, 1997, 1998 Free Software Foundation, Inc., 59 Temple Place - Suite 330, Boston, MA 02111, USA

Verbatim copying and distribution is permitted in any medium, provided this notice is preserved.

Updated: 23 Apr 1998 grat                                 Traduzido: 22 Junho de 1998