Make your own free website on Tripod.com

 
 

Vendendo Software Livre

por Richard Stallman

[image of a Philosophical Gnu]nom se incluem gifs devido a problemas de patentes


Tabela de Contidos


Moita gente pensa que o espirito da projecto GNU vai em contra de cobrar as copias de software, ou que caso de cobrar o preço deve ser o menor possível -- justo para cobrir custos.

Realmente nos animamos a gente que redistribui software livre a cobrar tanto como desejem ou podam. Se isto lhe surpreende, sega a ler.

O termo (inglês) "free" tem dous significados diferentes: livre e grátis, sendo software livre a traduçom correcta de "free software", já que neste caso "free" tem a ver coa liberdade e nom co preço.  Mais especificamente isto significa que o usuário é livre de correr o programa, modifica-lo e redistribui-lo com ou sem modificaçons.

As vezes os programas  livres distribuem-se grátis, e outras vezes por um preço substancial. A cotio o mesmo programa pode obter-se das duas maneiras em sítios distintos. O programa é livre com independência do preço, devido a que os usuários tenhem a liberdade de usa-lo.

Usualmente  os programas nom-livres  custam um preço elevado, mas as vezes umha casa comercial dará copias sem cargo. Porém isso nom o converte em software livre, com custo ou sem el, o programa é nom-livre já que os usuários nom tenhem liberdade.

Dado que o feito de ser software livre nom é umha qüestom de preço, um preço baixo nom fai um programa mais livre.  Assi que ao redistribuir copias pode-se tamém engadir umha maquia prudente e fazer alguns dinheiros. Redistribuir software livre é umha actividade boa  e legítima, e se o fai, podes tamém lhe tirar proveito.

O software livre é um projecto comunitário, e todo o  mundo que o emprega deveria buscar jeitos de contribuir a construir a comunidade. A maneira dum distribuidor face-lo é doar parte dos seus lucros à  Fundaçom para o Software Livre ou a outro projecto de desenvolvimento de software livre.  Apoiando economicamente o desenvolvimento pode fazer progredir o mundo do software livre.

A distribuiçom de software livre representa umha oportunidade de reunir fundos para o desenvolvimento.  Nom a desaproveite!

Para poder contribuir economicamente necessita ter algum remanente. Se  cobra demasiado pouco, nom terá nada sobrante para financiar o desenvolvimento.

Um preço elevado, vai magoar a alguns usuários?

As vezes a gente considera com preocupaçom  que as distribuiçons com preços elevados vam estar fora do alcance de usuários que nom tenham muitos quartos.   No caso do software proprietário é justamente isso ao que da lugar um preço elevado -- mas co software livre é diferente.

A diferença vem dada porque o software livre tende naturalmente a se espalhar, havendo muitos jeitos de consegui-lo.

Os monopolizadores de software tratam de fazer o humanamente possível para evitar que ninguém poda correr um programa proprietário sem pagar o seu preço estandar. Se tal preço é alto, resultará difícil para algumhas persoas usar o programa.
 
No caso do software livre os usuários nom tenhem porque pagar por usar o software. Assi podem copiar o programa dum amigo que tenha umha copia, o ajudado por um amigo que tenha acesso  à rede. Ou podem unir-se vários usuários,  comprar a escote um CD-ROM, e instala-lo logo cada um deles. Um preço elevado nom é um obstáculo importante quando o software é livre.
 

Vai um preço elevado das distribuiçons desencorajar o uso de software livre?

Outra preocupaçom comum é a popularidade do software livre. A gente pensa que um preço elevado das distribuiçons vai reduzir o número de usuários, ou que um preço baixo vai  encorajar aos usuários.

Isto é certo para o software proprietário -- mas para o software livre é diferente. Com tantas maneiras de obter cópias, o preço do serviço de distribuiçom tem um menor efeito na sua popularidade.

A longo prazo, o número de persoas que usam software livre vem determinado principalmente por canto pode fazer o software livre, e canto de fácil é de utilizar. Muitos usuários vam continuar  a empregar software proprietário se o software livre nom pode fazer todos os trabalhos que eles querem fazer.  Portanto, se queremos incrementar o número de usuários a longo prazo, devemos sobre todo desenvolver mais software livre.

A forma mais directa de o fazer é escrevendo software livre ou manuais  por si mesmo. Porém se em vez de escrever distribui, a melhor maneira em que pode ajudar é captando fundo para que outros podam os escrever.

A expressom  ``vender software'' pode resultar confusa

"Vender" significa estritamente trocar bens por dinheiro. Vender umha copia dum programa livre é legítimo, e nos encorajamos a faze-lo.

Porém, quando a gente pensa em  ``vender software'',  usualmente imaginam faze-lo do mesmo jeito que fam a maioria das companhias: como software proprietário na vez de livre.

Portanto, nom sendo que vaia marcar cuidadosamente as diferenças, como se fai neste artigo, sugerimos que é melhor evitar usar a expressom "vender software", e usar outra no seu lugar. Por exemplo, pode dizer "distribuir software livre por umha taxa"  -- que resulta menos ambíguo.

Preços altos ou baixos e a licença GNU

Excepto num caso especial, a Licença Pública Geral da GNU (GNU GPL)  nom di nada sobre canto se pode cobrar ao distribuir  copias de software livre; nada, um cêntimo, um euro, ou um  biliom de euros. É cousa sua, e do mercado, que ninguém  se estranhe se nom hai quem pague um biliom de euros por umha copia.

A dita excepçom é no caso de distribuirem-se binários sem o código fonte correspondente. A quem fai isso a GNU GPL  impom-lhe que forneça o código fonte quando se lhe solicitar. Sem um limite no preço polo código fonte, o vendedor poderia fixar um preço tam alto que ninguém estivera disposto a pagar --um biliom de euros, por pôr um exemplo-- evitando assi de facto distribuir o código fonte.  Portanto neste caso temos que limitar o preço da fonte, para assegurarmos a liberdade do usuário. Porém usualmente nom se da tal justificaçom para limitarmos os preços das distribuiçons, assi que nom os limitamos.

Algumhas vezes companhias cujas actividades cruzam a linha do que a GNU GPL permite solicitam permisso, dizendo que nom vam "cobrar polo software de GNU", ou cousas similares. Mas assi nom chegam a nengures; o software livre deve ser livre, e fazer respeitar a GPL é defender a liberdade. Quando defendemos a liberdade do usuário, nom nos distraímos com qüestons secundárias como canto se deve cobrar por umha distribuiçom. A liberdade é a qüestom, toda e a única qüestom.
 
 
Outros textos recomendáveis

O primeiro grupo de artigos tratam directamente sobre filosofia do projecto GNU  e o software livre:

Esta segundo grupo de artigos tratam temas relacionados, mas nom directamente, com o projecto GNU:
(Nota do T., estes artigos nom estám traduzidos).
Voltar à  página de entrada.

FSF & GNU inquiries & questions to gnu@gnu.org. Other ways to contact the FSF.

Comments on these web pages to webmasters@www.gnu.org, send other questions to gnu@gnu.org.

Copyright (C) 1996, 1997, 1998 Free Software Foundation, Inc., 59 Temple Place - Suite 330, Boston, MA 02111, USA

Verbatim copying and distribution is permitted in any medium, provided this notice is preserved.

Updated: 16 Feb 1998 tower                      Traduzido: 14 de Julho de 1998